segunda-feira, 30 de abril de 2012

Meias de tricot





Depois de ter lido estas simpáticas palavras no blog da Raquel e por estar neste momento a começar mais uma meia, que irei pondo no blog à medida que a for fazendo, resolvi escrever este post. Talvez consiga motivar alguém a experimentar a fazer meias, porque é FÁCIL.
A minha paixão por meias tricotadas à mão começou quando recebi umas vindas da Alemanha, há mais de dez anos. Acho que foi por gostar tanto delas que consegui aprender a tricota-las e agora penso que gosto ainda mais de as fazer.
Trago sempre as agulhas e a lã na carteira e já não tenho vergonha de tricotar em alguns lugares:-)).

Tudo começou depois de ter recebido uma espécie de "kit" como presente, vindo daqui. Um novelo, umas agulhas de bamboo,  umas instruções e claro, um grande desafio.
Comecei logo com o novelo e as instruções, sabia muito pouco de tricot. Fiz e desfiz várias vezes, fui aprendendo com os erros, fui avançando devagar e a dada altura tinha duas meias, meias feitas, ou seja, as duas até à base do calcanhar (parte mais difícil), obstáculo que consegui ultrapassar num momento de mais inspiração.  Alguns meses depois consegui ter um par de meias, um pouco largas e tão diferentes uma da outra que nem parecem o par (porque cortei o fio várias vezes, quebrando a sequência de cores), mas o mais importante é que terminei com muita vontade de fazer logo outras e desde então, nunca mais parei.

Acho que, para quem quer aprender e não sabe como, esta é uma boa maneira, comprando um novelo e umas agulhas (se não as tiver) na Retrosaria, e claro, pedir as instruções. É lá que compro a maior parte dos novelos, porque é essencial ter um fio específico para meias e quando lá está a Rosa, simpaticamente tira-me algumas dúvidas.
(É muito importante que se façam duas malhas da agulha seguinte antes de introduzir nova agulha, evitando assim, umas marcas diagonais na meia resultantes da troca de agulhas, isto não vem mencionado nas instruções).
Foi a Sílvia que me ofereceu o Kit (sempre atenta às coisas que gosto), depois também ela aprendeu a fazer meias assim, e tal como eu, nunca mais parou, mas o mais engraçado é que já temos mais amigas a seguir-nos também. 
Sandra

10 comentários:

LurdeLinhas disse...

Ola Sandra -A " montra " das meias está muito bonita!.As cores dão uma grande luminosidade nestes dias tão cinzentos . Ao ler o teu post, parece muito fácil fazer meias, mas quando chegamos ao calcanhar aí é que as coisas complicam. Desafio-te a fazeres um tutorial. Eu ainda não terminei as meias que comecei á 4 meses.
Beijos
Lourdes

Rosa disse...

Obrigada :)

A Andorinha disse...

Parabéns porque estão a ficar muito bem feitas.
Tenho feito vários workshops na Retrosaria e esse é um dos que está na minha lista de "to do's".
E todos têm ido além das expectativas.

Trabalho a 4 mãos disse...

Obrigada Andorinha
Sim é muito bom aprender com alguém, é diferente, muito mais produtivo, muito mais rápido, etc.
Tenho pena de não morar mais perto de Lisboa, há sempre vários workshops que gostaria muito de frequentar. Talvez um dia cheguem aqui ;-)
Sandra

Raquel Úria disse...

Muito bonitas. Muito, muito.

Guilhim disse...

São lindas... mas desconfio que o "Fácil" é relativo!! Isto para mim é escalar o Evereste!!

Sandra disse...

Muito bonitas as tua meia. Aqui na Alemanha usam-se muito e eu até já comprei agulhas mas ainda não me disponibilizei a aprender, mas qualquer dia......

Trabalho a 4 mãos disse...

Olá Sandra,
Obrigada
Foi a partir de um par de meias vindas da Alemanha que me apaixonei por elas. Quando estive em Berlim em Janeiro, comprei vários novelos, foi muito difícil escolher porque havia tantos e todos tão bonitos!!
Quando começares nunca mais vais parar:-)))
Sandra

Sandra disse...

Olá Sandra,

fiquei cheia de vontade de começar ;o). Quais são as agulhas que usas? Eu tinha comprado 3,5 mas como não estou habituada a tricotar com 5 agulhas e sendo finas baralho-me um bocado!! Estou a pensar comprar umas mais grossas e lã mais grossa também. Como foi o teu inicio?
Beijinhos,
Sandra

Trabalho a 4 mãos disse...

Sandra
Eu uso agulhas entre 2 e 3.5. É importante usar as agulhas que o novelo recomenda.
Eu começo pelo cós mas há várias formas de fazer meias.
Eu penso que se usares umas agulhas maiores que 3.5 corres o risco das meias ficarem demasiado largas.
Eu comecei com o nº 3.5 e mesmo assim tive que desmanchar duas vezes porque estavam largas, mas eu não tinha quase nenhuma experiência com o tricot.
Se achares que as instruções que eu utilizo te ajudariam, posso enviar-tas por mail, deixas-me uma mensagem no mail do blog e assim até te explico melhor e mando-te algumas medidas (cós, perna, etc) em cm para ires comparando com o teu trabalho:-)).
Sandra